terça-feira, 10 de agosto de 2010

Eu receberia... part 4

To Bêbado, antão vou escrever pouco... sei lá.

Hoje vimos o primeiro copião do filme. caralho. ca-ra-lho! todo o astral do beto, do renas, da equipe tá lá. vimos uma cópia telecinada dos tres primeiros dias, sem nenhum tratamento. e tá lindo. sério mesmo. toda a equipe vibrou. a exibição foi no cine Polozzi, toda a equipe tava lá, vibrando a cada cena, aplaudindo. a exibição (12 min) cortado já pela Simone Elias (assistente de direção) foi comemorada. todo mundo saiu de lá excitado. e uma parte foi pro quarto do Renas.
Eu, Beto, renas, camila Pitanga, Gero camilo, ZeCarlos Machado, Bianca Vilar e Gustavo Machado, regatos a muita cerveja comentávamos o resultado do que foi telecinado e discutimos o que virá ainda. no meio da noitada, o Gero Camilo mostrou pra nós o que ele escreveu como uma espécie de carta testamento de seu personagem. caralho! o cara é foda! como o personagem dele é jornalista, e sabe do caso dos dois personagens principais, ele escreve uma crônica sobre o caso dos dois (que será responsável por incriminar de vez Cauby do assassinato do pastor) citando Gauguin, Verlaine, e toda a erudição de seu personagem (que também é dele). advinha o que aconteceu?
O Beto meteu a mão no roteiro e derrubou a cena do cemitério. no roteiro original, o vicktor Laurence se suicida e deixa toda a sua biblioteca para a cidade. em seu enterro, os munícipes falam sobre a importancia daquele dândi. Mas o texto que o Gero leu hoje pra gente é tao mais interessante, fala tão mais do personagem, que o Beto decidiu mudar o roteiro, e, ao invés, de mostrar aquela sequencia lógica do cemitério, o personagem fala sua carta-testamento-crônica para o espectador, direto para a câmera, amarra uma corda no pescoço e... corta.
bem melhor.
muito melhor.
caíram os 30 figurantes que eu estou correndo pra produzir na sequencia de sexta feira. o filme ganhou mais, ficou mais lindo, o personagem do gero ficou mais profundo. o filme pulsa, meua s amigos, pulsa.
du caralho, vão se fuder.

Um comentário:

Udirley Andrade disse...

rsrsrsrs não gostei dessa notícia rsrsrsrs

Udirley Andrade